post-title CLÍNICAS HELDER FLOR NO JORNAL MUNDO UNIVERSITÁRIO http://www.clinicashelderflor.pt/wp-content/uploads/CLÍNICAS-HELDER-FLOR-NO-JORNAL-MUNDO-UNIVERSITÁRIO.jpg 2017-06-21 11:06:50 yes no Por

CLÍNICAS HELDER FLOR NO JORNAL MUNDO UNIVERSITÁRIO

O arranque do ano letivo já lá vai (e as desculpas também), agora é preciso ganhar forças para ir à luta. Guarda estas páginas para saberes quais os alimentos que melhoram a concentração e a memória e os hábitos que podes mudar para carregar baterias pré-exames. As receções ao caloiro já eram, assim como as […]

Por

O arranque do ano letivo já lá vai (e as desculpas também), agora é preciso ganhar forças para ir à luta. Guarda estas páginas para saberes quais os alimentos que melhoram a concentração e a memória e os hábitos que podes mudar para carregar baterias pré-exames.

As receções ao caloiro já eram, assim como as aulas de apresentação, mas a tua agenda continua cheia de festas? Já chega de desculpas! Há matéria a acumular-se, frequências a serem marcadas e trabalhos para preparar. O ideal seria ter o melhor dos dois mundos, mas se não tiveres cuidado com a alimentação e com as rotinas de sono, nada feito. Se te queres sentir mais motivado e concentrado nas aulas e ainda melhorar a memória, reforça a ingestão de nozes, fígado, peixes de água, como o salmão, e legumes de folha verde escura. Aproveita ainda para experimentar quinoa. Este superalimento é rico em proteína, ferro, cálcio, vitaminas B e em ómega 3, que é essencial para permitir e facilitar a troca rápida de mensagens no cérebro. Além do ómega 3, há outro nutriente que ajuda na memória. A fisetina, presente por exemplo no morango, desempenha um importante papel a guardar lembranças. Segundo estudos recentes, esta substância induz a diferenciação das células nervosas, o que tem influência direta para uma boa função cognitiva e na redução do esquecimento.

 

Na hora de dormir, dorme!

O descanso é outro fator essencial para dar energia ao corpo, mas sobretudo ao cérebro. Ao MU, o psicólogo e especialista em medicina chinesa, Hélder Flor, explica que é preciso fugir de estimulantes como o açúcar dos snacks de cereais e chocolate que «é responsável pelos picos de glicose», assim como do café, chá e outras bebidas estimulantes. Como alternativa, há snacks saudáveis de cenoura, frutos secos e «infusões de valeriana, tília, erva-cidreira, camomila e passiflora que ajudam a ficar mais tranquilo e calmo, sendo indicadas para o período da noite, antes de ir dormir». Além desta mudança de comportamentos alimentares, é possível combater insónias ou estimular o sono e a tranquilidade através de uma pequena massagem em pontos estratégicos do teu corpo. Apesar de ser mais eficaz com agulhas (através da acupuntura), a verdade é que se massajares «de forma constante e fazendo pequenos círculos durante cerca de cinco ou seis minutos» pontos como o 6MC, o 7C e o YinTang, consegues relaxar e ter um sono mais tranquilo, que é essencial na altura de exames. Não sabes quais são estes pontos? Faz uma pesquisa rápida na Internet e será fácil de os encontrares. Mas se não dormiste por opção e acabaste numa festa a beber mais do que devias, também há formas de diminuir o efeito da famosa ressaca e tentar ir àquela aula mesmo importante. Beber água, sumos com gengibre ou leite, e comer espargos, bananas e ovos são ideias para aliviar os sintomas da ressaca.

 

PATRÍCIA SUSANO FERREIRA

 

Artigo publicado na Revista Mundo Universitário (Edição de 24 de Outubro de 2016):

Artigo: mu_outubro2016_234.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Open chat
Olá como posso ajudar?
Powered by