post-title A ACUPUNTURA E A QUIMIOTERAPIA http://www.clinicashelderflor.pt/wp-content/uploads/radiation-chemotherapy_SITE_CHF.png 2019-02-04 17:07:50 yes no Por

A ACUPUNTURA E A QUIMIOTERAPIA

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, um quarto da população em Portugal está em risco de desenvolver cancro até aos 75 anos e 10% corre risco de morrer de doença oncológica. Segundo os dados da Direcção Geral de Saúde, a incidência do cancro em Portugal tem aumentado 3% ao ano o que está […]

Por

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, um quarto da população em Portugal está em risco de desenvolver cancro até aos 75 anos e 10% corre risco de morrer de doença oncológica.

Segundo os dados da Direcção Geral de Saúde, a incidência do cancro em Portugal tem aumentado 3% ao ano o que está em linha com a média da União Europeia.

O tratamento convencional da doença oncológica, para além da cirurgia, inclui a quimioterapia, a radioterapia, a hormonoterapia e a terapêutica dirigida. A quimioterapia tem como principal objetivo destruir as células tumorais, porém, afeta também as células com alta taxa de divisão celular, podendo afetar os mecanismos de defesa do sistema imunitário e a qualidade de vida, comprometendo o sucesso do tratamento. Vários estudos sobre Medicina Chinesa mostraram que a acupuntura isolada ou em conjunto com outras técnicas ajuda a melhorar o sistema imunitário, em doentes com cancro, bem como a diminuir os efeitos colaterais da quimioterapia tais como: enjoos e náuseas, perda de apetite, dores nas articulações, boca ou garganta inflamadas, diarreia ou obstipação, fadiga.

Helder Flor especialista em Medicina Tradicional Chinesa fala um pouco acerca da sua experiência no acompanhamento de pacientes com este tipo de sintomas:

Enjoos e náuseas

“É frequente tanto pacientes com problemas do foro digestivo como pacientes que estejam a ser submetidos a quimioterapia pedirem ajuda no tratamento de enjoos e náuseas. A Acupuntura pode ajudar bastante nestes sintomas e fazer com que o paciente tolere melhor os tratamentos de quimioterapia e ter uma melhor qualidade-de-vida.”

Perda de apetite

Um dos grandes entraves ao sucesso do tratamento quando o paciente está submetido a sessões de quimioterapia é a perda de apetite. Esta está muitas vezes ligada aos enjoos e às náuseas já que o sistema digestivo é afectado como um todo. Assim, tratando as náuseas e os enjoos vamos também ajudar no apetite. Helder Flor salienta ainda outros aspectos importantes: “Tanto na fase em que o paciente está a ser tratado através de quimioterapia como na fase pós tratamento tentamos sempre dar-lhe conselhos abrangentes e completos, ou seja, a equipa tenta actuar em conjunto. O especialista em Medicina Tradicional Chinesa e o nutricionista são peças fundamentais e na nossa clínica trabalham em conjunto. Além disto, procuramos sempre que o médico esteja a par do que nós fazemos dada a especificidade da situação e é cada vez mais comum haver esse diálogo.”

Dores nas articulações

A quimioterapia mata mais células (boas e más) do que o normal, o que leva à produção de mais ácido úrico que os rins conseguem remover. Quando isto acontece, o ácido úrico pode concentrar-se no sangue e cristalizar nos rins sob a forma de pedras, causando um género de artrite nas articulações. A acupuntura é sobejamente eficaz no tratamento da dor e sobretudo na dor articular. “Apesar da quimioterapia estar a ser cada vez mais eficaz, ainda provoca muitas dores no corpo e é frequente termos que ajudar pessoas que estão em sofrimento. A maior parte das vez utilizamos acupuntura mas podemos utilizar também outras técnicas como por exemplo a moxibustão.”

Diarreia ou obstipação

Cada paciente reage de forma diferente no que diz respeito ao funcionamento do intestino. “Tendo em conta que os pacientes já são submetidos a grandes cargas de medicação, é muito frequente utilizarmos Acupuntura por se tratar de um tratamento natural e quando realizado por um terapeuta experiente é praticamente ausente de efeitos secundários ou perigos.” O especialista salienta ainda alguns pontos utilizados: “pontos de Acupuntura como o VC12, E25 ou E37 têm sido utilizados tanto em clínica como em diversos estudos científicos no tratamento deste tipo de problemas assim como em outros sintomas relacionados com o sistema digestivo.”

Sistema imunitário

O sistema imunitário é talvez um dos maiores bastiões do nosso corpo e é extremamente importante em pacientes oncológicos. Helder Flor relembra a sua experiência: “É frequente pacientes que já fizeram vários ciclos de quimioterapia chegarem à consulta com os valores das análises bastante alterados o que os impossibilita de iniciar um novo ciclo. É comum já trazerem recomendações por parte do médico ou nutricionista para seguirem uma alimentação cuidada para que o sistema imunitário recupere. O problema é que muitas vezes esse paciente nem consegue comer. Nestes casos, através de algumas consultas de Acupuntura o corpo consegue recuperar muito mais rapidamente, o que possibilita o médico responsável pelo tratamento oncológico a melhor ajudar o paciente.” Em consonância, um estudo científico de 2016 (1) avaliou alguns dos pontos de acupuntura utilizados diariamente em clínica no reforço do sistema imunitário de inúmeros pacientes, nomeadamente os pontos E36 e VC4, chegando à conclusão que estes pontos potenciam as células deste sistema.

Fadiga

A fadiga afeta entre 70% a 100% dos pacientes com cancro sujeitos a tratamentos de radioterapia ou quimioterapia. É classificada como um dos sintomas que provoca maior sofrimento emocional aos doentes e pode persistir por meses ou anos após os tratamento. Uma correta alimentação é fundamental para reforçar todo o organismo mas por vezes não chega. Uma meta-análise (2) de 2018 chegou à conclusão que vários estudos científicos realizados em pacientes com cancro beneficiaram com os tratamentos de Acupuntura no que diz respeito à fadiga, sobretudo no cancro da mama.

1 – Chin J Integr Med. 2016 Mar;22(3):219-24. Effects of Electro-Acupuncture at Zusanli, Guanyuan for Sepsis Patients and Its Mechanism through Immune Regulation. Yang G., Hu R., Deng A., Huang Y., Li J.

2 – Support Care Cancer. 2018 Feb;26(2):415-425. Effects of acupuncture on cancer-related fatigue: a meta-analysis. Zhang Y., Lin L., Li H., Hu Y., Tian L.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Open chat
Olá como posso ajudar?
Powered by